sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Pátio do Colegio

Nada mais conveniente, que o post inicial do blog, seja sobre o ponto inicial de São Paulo, o famoso pátio do colégio, localizado na Rua Boa Vista, centro de São Paulo. Conta com museu, uma igreja que são rezadas missas semanalmente, uma biblioteca e uma cripta, todas abertas ao publico, venha conferir! Mas primeiro um pouco da história desse que foi, o ponto inicial para a cidade de São Paulo.

1554 – Nasce São Paulo
"Mil, quinhentos e cinqüenta e quatro, Quando de um colégio, deu-se a fundação
Nasceu a capital de um estado, Desta nação."
música "Isto é São Paulo" interpretada pelos "Demônios da Garoa"
A mando de Portugal, um grupo de padres jesuítas chamados “Companhia de Jesus”, entre eles o Padre Manuel da Nóbrega e o então noviço José de Anchieta, sobem a Serra do mar em direção ao planalto de Itapetininga, a procura de um local para sediar sua nova escola missionária, com o objetivo de catequizar os índios nativos, e servir de ponto inicial para os bandeirantes.

Escolheram uma colina alta e plana no topo, entre os rios Tamanduateí e Anhangabaú,para no dia 25 de janeiro de 1554, rezar a primeira missa e assim, fundar ali a cidade de São Paulo, nome dado por ser o dia da conversão do apóstolo Paulo.

Já em 1556, o padre Afonso Brás, precursor da arquitetura brasileira, foi o responsável pela ampliação da construção original, conhecida agora como Pátio do Colégio, que recebeu oito cubículos para servir de residência aos jesuítas.

Em 1640, uma briga dos bandeirantes com os jesuítas por estes protegerem os índios, acaba na expulsão da Companhia de Jesus, cujo regresso só aconteceu 13 anos depois, mediada pelo bandeirante Fernando Dias dePaes.

1653 - Volta Temporária dos Jesuítas e Declínio

Com a volta dos Jesuítas para São Paulo, foi construído um novo conjunto do colégio onde foram instalados os primeiros cursos de filosofia, teologia e artes, uma biblioteca e uma capela. Ocupando uma área de 1.1502,52 m2. Para essa construção foi utilizada uma técnica mais aprimorada:a taipa de pilão. Porem, tudo que foi doce acabou em 1745, quando por um decreto do Marquês de Pombal, expulsa definitivamente todos os Jesuítas do Brasil, que resulta no fim da Companhia de Jesus.

De então, todos os bens da Cia foram aprendidos pelo governo, e o casarão colonial, vai se descaracterizando cada vez mais, até virar o Palácio dos Governadores, até a data de 1908. quando é transformado em Secretaria da Educação, o que deu ao edifício uma função mais próxima de sua primeira vocação, que era a catequização e a educação.

O Patio do Colégio Como o conhecemos agora
Com a chegada do 4º centenário da cidade, foi organizada a "Campanha de Gratidão aos Fundadores de São Paulo”, com a finalidade de recuperar o espaço jesuítico no Pátio do Colégio e devolvê-lo à Cia. de Jesus, mas o total controle do patrimônio só foi efetivado em 1979, com a construção de uma réplica simbólica do pátio que vem hoje a ser o Museu de Anchieta, assim como a Igreja do Beato José de Anchieta.Das antigas instalações só sobraram artefatos, a Cripta e uma parte da parede de taipa.

O Museu oferece um passeio gracioso, gratuitamente se pode andar pelo jardim do colégio que conta com algumas esculturas doadas para a cia. incluindo um busto do padre José de Anchieta.Pelo ingresso do museu, pode-se entrar no prédio e conferir, em diversas salas, todos os artefatos que foram recuperados e guardados desde os turbulentos anos de sua fundação, e também pode-se entrar na cripta, que contém artefatos indígenas e sobras de antigas instalações do colégio.

Desde 2002, o complexo também conta com uma biblioteca, com acervo de mais de 8.000 obras, incluindo algumas raridades como a primeira biografia de Antonio Vieira, escrita pelo Pe. André de Barros, em 1746. O museu visa chegar a 20.000 livros, incluindo alguns recortes de jornais e apresentação de slides sobre a história do Brasil e da cia de Jesus. A biblioteca é aberta ao público.
O Pátio do Colégio fica aberto a visitas de terça a sábado
das 9h às 17h e de domingo até às 16:30
Largo Pateo do Colégio, 2
Sé - São Paulo – SP (próximo ao metrô sé)
Tel: (11) 3105-6899

Para o Museu, o ingresso é de R$ 5,00 – crianças e estudantes de escola particular pagam R$ 2,00 e estudantes de escola pública ou professores apenas R$ 1,00 – as outras atrações são de entrada gratuita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário